Carta de agradecimento de Marco Aurélio à população ribamarense
 

Eu, Marco Aurélio Diniz Ferreira, Presidente do Partido Popular Socialista e candidato a vereador, venho através desta, em respeito à população do município de São José de Ribamar, agradecer cada voto e atenção dispensada ao nosso favor, por todos os que estiveram conosco nessa jornada, deixando claro que os compromissos assumidos, e que não puderam ser cumpridos no período eleitoral, estarão sendo rigorosamente acompanhados até suas efetivas instalações. Como exemplo, damos a questão da luta que travamos pela organização da entrega das correspondências dos correios no Parque Jair, tão desejada por aquela comunidade por mais de dez anos, assim como estamos trabalhando na locação de um imóvel para  instalação de uma agencia dos correios com banco no parque vitória prevista para ser instalada ainda  no primeiro semestre de 2013,  como também,  a instalação do CD (Centro de Distribuição de Cargas e Encomendas), que deverá ser instalado nas áreas entre Vila Sarney e Vila Kiola, conforme foi  dito e escrito no meu folder  no período da campanha.

 

Nada do que pregamos foi embromação, tudo que dissemos poderá ser comprovado, porque só iremos descansar, depois de cada projeto desse realizado, estamos tranqüilo, porque tudo que projetamos, foi demonstrado ao prefeito quanto à necessidade dessas implantações por não existirem no município, então, obtivemos o aval e tudo foi trabalhado com muita competência e precisão, junto à diretoria dos Correios e o secretário de administração Rodrigo Valente. Quanto ao projeto do PNHR, (Programa Nacional de Habitação Rural),  também não tenho dúvidas e entendemos que o prefeito dará andamento no projeto conosco, até porque o projeto como as outras articulações tratadas com o prefeito, também não existiam no município, estamos trazendo  o projeto sem ônus para o município, ou seja o prefeito nem a sociedade de São José de Ribamar, não terão um gasto sequer para implantarmos e beneficiarmos cerca de 500 famílias que moram em casas de palha ou não tem casas para morar na zona rural; com isso, conseguimos realizar uma ação social de extrema importância para comunidade da zona rural.  Entendemos que o nosso nome, continua sendo uma boa opção para trabalhar pela melhoria da qualidade de vida do povo de São José de Ribamar, sendo assim, estaremos com o Partido Popular Socialista, em militância constante, no sentido de colaborar na administração do prefeito, que ajudamos a eleger.

 

Fica para reflexão:

Às vezes por medo de DIMINUIR deixamos de CRESCER. Por medo de CHORAR deixamos de SORRIR. Por medo de SOFRER deixamos de AMAR e assim por medo de ARRISCAR deixamos de VIVER. Nunca DESISTA dos seus IDEAIS e lembre-se que a VIDA é topar qualquer PARADA  e não parar em qualquer TOPADA.




Um grande abraço a todos,


Marco Aurélio Diniz Ferreira


Presidente do Partido Popular Socialista-PPS em São José de Ribamar.
 
 
O voto como produto em São José de Ribamar
 
 
Por Manoel Roberto
 
 
Nesta campanha eleitoral em São José de Ribamar, nós vivenciamos o maior processo de corrupção eleitoral já visto no município, evidenciado pela prática nefasta da compra do voto, quando candidatos a vereador e lideranças políticas viraram as noites de sexta-feira e sábado que antecedeu a eleição, espalhados em todo o município comprando voto, como se este fosse um produto em falta no mercado, financiados pelos detentores do poder, liderados pelo prefeito e candidato à reeleição. Aliado a essa prática, viu-se também o maior cerceamento à liberdade de escolha contraditando com o Estado de Direito ora vigente no país, que foi grosseiramente desrespeitado, quando os funcionários públicos foram liberados mais cedo de suas atividades e forçados a participarem das caminhadas e exporem de forma pública as suas tendências eleitorais. 

O dinheiro passou a ser o principal instrumento de negociação e adesão do eleitor a um candidato, substituindo o serviço prestado, a consciência e a própria ideologia. A maioria do povo ribamarense, em função do grau de instrução que mede o nível de conhecimento, mostrou que não pensa no futuro do município, dos filhos, dos netos e da juventude que está à margem das políticas públicas. O que importou foi receber o dinheiro para atender necessidades pessoais de forma paliativa, em troca do voto, sem refletir nas consequências, pois o dinheiro logo acaba e o que vem depois?
 
 
Infelizmente os valores se inverteram, o poder de negociação e de convencimento dos detentores do dinheiro público aumentou e o voto deixou de ser um fator de mudança e de transformação social para ser uma moeda de troca. Ficou patente, nestas eleições em São José de Ribamar, que não interessa mais a discussão das idéias, das propostas e das ações que levam à solução dos problemas crônicos que a sociedade ribamarense enfrenta. 
 
 
Ficou notório que o dinheiro, o dinheiro público, serviu de blindagem para proteger a administração atual, os filhos do sarneísmo, da derrocada e se manterem temporariamente no poder, pois acreditamos que num futuro bem próximo o povo ribamarense acordará e promoverá, através do voto consciente, a liberdade política, econômica e social que tanto tem almejado e assuma definitivamente os destinos de seu município São José de Ribamar.

 
 
Manoel Roberto de J Pereira nasceu em 1958 e é natural de São José de Ribamar. Administrador de empresas, foi vereador do município entre os anos 1993 e 2000. Atualmente trabalha como bancário.
 

Postagens populares

top