Estabelecimento vem sendo alvo de criminosos que atuam livremente na área onde o shopping fica localizado.

O shopping Rio Anil em São Luís, antigamente  um ambiente aprazível e promotor de bons momentos de lazer e boas ofertas de produtos, passou agora a ser  local de insegurança, receio e temor. A onda de assaltos que vem devassando a área onde o estabelecimento fica localizado, só cresce. 


Foto de Rio Anil Shopping
Onda de assaltos faz parte da paisagem do shopping Rio Anil, em São Luís; frequentadores estão assustados.
Alvo de assaltantes que passeiam livremente nos entornos  do shopping , o Rio Anil não oferece segurança para quem vai às compras ou frequenta bares, restaurantes e cinemas.  Não há nas proximidades  nenhum trailer da policia ou mesmo ronda constante. Semana passada um assalto foi registrado na parada de ônibus que fica em frente ao estabelecimento. Ontem (14) uma jovem foi assaltada na entrada. Os frequentadores estão assustados. 
 
Resultado de imagem para jefferson portela
O titular da SSP, Jeferson Portela: foco na pré-candidatura.
Titular da SSP, o delegado Jeferson Portela conhece a situação de risco e perigo existente na região onde o shopping está situado, mas, ainda assim, não tomou nenhuma providencia até aqui. Jeferson  vem canalizando tempo e atenção para a pré-candidatura a deputado federal, enquanto a incidência de roubos e assaltos naquele perímetro, aumenta.


Sequestros relâmpagos  já foram também registrados no Rio Anil.



POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO


"A população mais pobre é a que padece", diz deputado Wellington sobre aumento de impostos que começará nessa quarta-feira
De forma independente e coerente com a realidade dos maranhenses, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna, na Assembleia Legislativa, para fazer referência ao aumento nas contas de energia elétrica, no combustível, na TV por assinatura, na internet e telefonia. Isso porque passará a valer, a partir desta quarta-feira (15), a Lei nº 10.542/2016, que modifica o Sistema Tributário do Estado e altera alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

 
Resultado de imagem para WELLINGTON DO CURSO
De forma independente e coerente com a realidade dos maranhenses, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna, na Assembleia Legislativa, para fazer referência ao aumento nas contas: ''Em momento algum, o Governo do Estado apresentou proposta para reduzir privilégios, diminuir número de Secretarias, cargos comissionados ou coisas assim. Ao contrário, o que o Governo fez foi aumentar  em R$ 15 milhões o Orçamento da Secretaria de Comunicação, por exemplo. Para quê? Para fazer propaganda de um aumento na conta de energia? É essa a prioridade do nosso Governo?''.
Wellington é um dos 08 deputados, de 42, que votaram contra o Projeto do Governador Flávio Dino (PCdoB). Segundo o parlamentar, motivos para isso é o que não faltam.
 
“Em dezembro, quando esse projeto chegou à Assembleia, mesmo estando na base do Governo, eu votei contra. Motivos para isso é o que não faltam. Como que eu, um deputado eleito com o voto consciente, pelo povo, poderia defender aumento na conta de energia elétrica, no combustível, na internet? Isso seria trair a população que confiou em mim. Se, ao menos, o Governador tivesse procurado meios alternativos e esse aumento fosse a única solução, talvez eu até cogitasse a aprovação. Mas não... enquanto o povo paga o aumento, o Governo não economiza, mas sim desperdiça o dinheiro público. Em momento algum, o Governo do Estado apresentou proposta para reduzir privilégios, diminuir número de Secretarias, cargos comissionados ou coisas assim. Ao contrário, o que o Governo fez foi aumentar  em R$ 15 milhões o Orçamento da Secretaria de Comunicação, por exemplo. Para quê? Para fazer propaganda de um aumento na conta de energia? É essa a prioridade do nosso Governo? “, lamentou o deputado Wellington.

Postagens populares

top