terça-feira, 24 de julho de 2012






Acordes de uma década relembrados




A banda SL 4 formada por músicos dissidentes do projeto musical O Canto da Ema estreia novo show na próxima quinta feira na choperia Mix no Maiobão; grupo também é presença confirmada na edição da SBPC deste ano



Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte




Esta quinta feira será cheia para a recém-formada banda de MPB e Pop Rock SL 4 que estreia no mercado musical maranhense com o show Retrô Mix 80, um passeio pelas canções da década de 80 e ainda um tributo  pelas sonoridades dos anos 90 e 2000.



Banda SL 4: música de qualidade e passeio musical pela década de 80



Capitaneado pelo cantor e músico Lukas Pop, o grupo promete levar à choperia Mix no Maiobão, a partir das 21h, grandes sucessos e releituras de bandas históricas do cancioneiro popular, além de músicas autorais. À tarde a banda abrilhanta a programação da SBPC em São Luís.



No repertório, clássicos de artistas como Legião Urbana, Zé Ramalho, Roberto Carlos, Capital Inicial, Alceu Valença, Cláudio Zoli entre outros expoentes da época. ‘’ Faremos um retorno ao passado com o melhor das canções da década de 80, mas o público também pode esperar atualidades, será com certeza um grande revival de canções marcantes’’, disse o vocalista Lukas Pop.






Núbia visita comunidades do Paço do Lumiar para ouvir população



Por Henrique Bóis

Especial pra ANB Online





Acompanhada pelo candidato a vice, Ananias neto; do candidato a prefeito de São Luís pela coligação “Muda São Luís”, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), e do deputado federal Domingos Dutra (PT),  a candidata a prefeita de Paço do Lumiar pela coligação “O Paço à frente para todos”, Núbia Dutra, iniciou um roteiro de caminhadas para ouvir a população do município sobre os principais problemas enfrentados no dia a dia.





Depois de percorrer várias ruas do Maiobão e Paranã, Núbia prosseguiu no domingo fazendo visita à zona rural do município, percorrendo povoados e ocupações como Iguaíba, Timbuba, Mojó, Pirâmide, Vila Cafeteira, Eugênio Pereira, entre outras.



A candidata Núbia Dutra: peregrinações por Paço do Lumiar




Por onde passou constatou a ausência do poder público e reclamações por serviços diretos da administração municipal, como asfaltamento, abastecimento de água, e assistências à saúde e social.



Diante do grande número de reivindicações, Núbia reuniu o grupo de vereadores da coligação na noite de segunda-feira, 23, para traçar um roteiro de visita. “Nosso objetivo é visitar todas as comunidades de Paço do Lumiar até o final da campanha, ouvindo a população para assim  reforçarmos nosso compromisso de transformar este município que mergulhou no escuro medonho”, disse Núbia.






Agenda de Núbia na semana:


QUARTA FEIRA – 25.07
AÇÃO: Caminhada na Pindoba
HORÁRIO: 16h
PONTO DE ENCONTRO: Em frente ao Val Paraíso


QUINTA FEIRA – 26.07
AÇÃO 1: Caminhada na ocupação Nazaré
HORÁRIO: 16h
PONTO DE ENCONTRO: Em frente a caixa d’água
AÇÃO 2: Bandeiraço do 12
HORÁRIO: 18h30
PONTO DE ENCONTRO: Posto de gasolina da Av. 14



SEXTA FEIRA – 27.07
AÇÃO: Caminhada na Zona Rural de Paço do Lumiar (Macajituba e Porto)
HORÁRIO: 8h30
PONTO DE ENCONTRO: Em frente ao Beira Rio




SÁBADO – 28.07
AÇÃO: Caminhada nas Vilas São José I e II e Marli Abdala
HORÁRIO: 8h30
PONTO DE ENCONTRO: Comitê




DOMINGO – 28.07
AÇÃO: Caminhada no Paranã
HORÁRIO: 8h às 11h
PONTO DE ENCONTRO: Comitê





O equilíbrio desejado e as conjecturas pragmáticas

Políticos ribamarenses veem superioridade de Gil Cutrim sobre demais candidatos, mas não descartam possibilidade de Júlio Filho avançar no percurso da campanha




Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte





Uma ala dos políticos ribamarenses veem no candidato do PMDB Gil Cutrim certa superioridade diante de seus adversários. A explicação se fundamenta na estrutura do peemedebista que tem a seu lado mais de 15 partidos aliados além de logística privilegiada. Desta forma, Cutrim e seu grupo político seguem tranquilos na corrida eleitoral. No primeiro comício de envergadura realizado no último sábado (21) no bairro Cruzeiro, o prefeito não erigiu farpas na direção de Júlio Filho (PC do B) seu maior concorrente à titularidade da prefeitura. Em contrapartida o discurso do retorno ao atraso apregoado pelo grupo político de Gil Cutrim se faz presente quando o nome do comunista é citado ou ao menos equiparado ao do candidato de Luís Fernando Silva.  


Gil Cutrim: evitando farpas e ultrajes gratuitos



O fato é que ambas as candidaturas tentam ser voz e negam os ecos dos padrinhos. Gil Cutrim ainda não conseguiu dissociar-se de Luís Fernando Silva ao passo que Júlio Filho está entranhadamente ligado a seu pai, o médico e ex-prefeito ribamarense Júlio Matos. Se o esforço dos jovens candidatos em livrar-se de seus tutores políticos se fazer notar nestas eleições, os ribamarenses terão a oportunidade de confiar a estes maior credibilidade e assim a política convencional que se utiliza de ‘sombras’ de políticos já detentores de certa notoriedade perderá um pouco de sua vitalidade. A bem da verdade, o ribamarense quer saber dos candidatos o que eles tem no bojo de propostas para o município. Discursos acusadores mostram vulnerabilidades e medos presentes. A população já conseguiu decifrar a origem de ataques fortuitos a estes ou aqueles candidatos em épocas eleitorais. ’’ Ninguém joga pedra em árvore que não dá frutos’’, afirma a dona de casa Laurinha da Vila Cafeteira.



Júlio Filho: campanha propositiva e fortalecimento da imagem pessoal



Não é de se subestimar a também presença do candidato socialista Arnaldo Colaço que a seu modo vem imprimindo sua marca pessoal concebida nos ditames do PSB. Colaço preferiu seguir sozinho e certamente será num futuro próximo um inaugurador de espaços sociais dentro da nova conjuntura política ribamarense, caso não seja eleito em outubro. As eleições deste ano seguem, portanto, o comboio da uniformidade com os grupos apostando em seus programas de governo. Se por um acaso os discursos se alteraram beirando o ridículo, o chulo e as proporções rasteiras não haverá outra interpretação: o grupo emissor dos faniquitos desesperados estará agindo sob afetação, preocupação e temeroso da derrota nas urnas.


O socialista Arnaldo Colaço: correndo por fora com o programa de governo do PSB



Neste pleito a população local terá primeira vez nos últimos dez anos uma oportunidade única de presenciar uma eleição na cidade que não esteja carregada das velhas e inoperantes falas concebidas no subjetivismo da politicalha com os já conhecidos xingamentos, ofensas e ultrajes. Um líder ribamarense de reconhecida história política que preferiu não ser identificado, em conversa com este editor afirmou que a única maneira de a população ribamarense ganhar com estas eleições seria se a mesma fosse ofertada com as melhores ideias e propostas para a cidade. ’’ Ainda tem muito por fazer, o povo já cansou de brigas de fundo de quintal, esses garotos precisam mostrar trabalho, novas ideias e projetos sociais sérios e mais abrangentes, eles têm de falar por si, o povo quer ver é isso, o Gil pode está na frente mas a tendência é o Júlio Filho também avançar ’’, disse.








Leia na íntegra o poema Retrovisor da obra inédita Ode Triste para Amores Inacabados de autoria do escritor e repórter ribamarense Fernando Atallaia



Retrovisor







Não faltam olhos a quem enxerga dentro o por dentro de uma alma

Quem por fora pare seus reclames na escória das horas e dos pastiches ensolarados

Não faltam olhos a quem ver das sombras seu futuro seu passado incontido

Nenhuma incontingência olha mais o dentro que o adentrar da própria porta








Um olho nu sobre o precário da imagem é um olho vivo batendo alguma córnea

Uma câmera célere na lentidão de uma lágrima que roga

Amar drummondiando é simples como um cão deitado à luz das relvas

Amar é simples como um cão








Não há natureza mais reles que sombras exasperadas assim como sombras guardam sóis Incompletos
Não faltam olhos para bocas desejosas invejas para chamas de ideias
Quem olha para cima sem tocar as entrelinhas da cegueira não sabe o que é amar a Solidão alheia
Somos de um tempo de parto de donzelas a pernas abertas no chão de suas crias
Somos do tempo em que o tempo era menor em nossas veias






Não há olhos  que guardem  mais histórias que olhos de centelha
Escuridão também guia cegos de dois olhos
Amar atallaiando é amar olhando na superfície das abóbodas
Nunca o tempo será visto chorando suas lástimas no escuro
O caminho da poesia surge a cada dia no clarear do pensamento
Assim como um lamento tem razões fundas em olhos que se partem






Assim como um lamento tem razões fundas em olhos que se partem



N° de visitas

relogio

Facebook

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:

(98) 9 8767-7101

E-mail:

agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com



Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB