Filho do deputado Zé Carlos da Caixa recebeu R$ 165 mil em salários como funcionário ‘fantasma’ da Assembleia Legislativa do Maranhão. 
 
Por cerca de um ano e cinco meses, o filho do deputado federal, José Carlos Nunes Júnior, o Zé Carlos da Caixa (PT), recebe um salário de quase R$ 10 mil sem precisar trabalhar. De acordo com levantamento realizado pelo Blog do AM o engenheiro civil Pablo Diego Eceiza Nunes seria funcionário-fantasma no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho (PDT). Pablo Diego ocupa a Chefia da Assessoria Legislativa na Assembleia há quase dois anos, mas nem os próprios servidores o conhecem. O Blog ouviu várias pessoas no gabinete do chefe do Legislativo que nunca viram o filho do deputado federal no local.

Filho do deputado recebe quase R$ 10 mil só para não trabalhar

Filho do deputado recebe quase R$ 10 mil só para não trabalhar.
Como chefe legislativo da Assembleia, Pablo Diego ganha R$ 9.707,19 por mês. Conforme ato de nomeação, ele foi contratado em 09 de fevereiro de 2015 com data retroativa a 1º daquele mês. A nomeação dele ocorreu no mesmo período em que o pai dele, Zé Carlos da Caixa(PT) – que era deputado estadual – havia deixado a Casa para assumir vaga na Câmara Federal.


O rapaz, no entanto, não aparece para trabalhar porque encara uma jornada múltipla: além de engenheiro civil, ele também é sócio do irmão numa empresa de construção civil; é perito do Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias do Maranhão (IBAPE/MA); conselheiro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (CREA/MA); e nas horas vagas é piloto de Jet Ski.

Resultado de imagem para DEPUTADO HUMBERTO COUTINHO

PARAFRASEANDO OS SARNEYS O presidente da Assembleia, Humberto Coutinho entupiu a Casa de fantasmas; ele representa as antigas práticas oligárquicas de favorecimento no Legislativo.

No horário do expediente, Pablo Diego, nunca é visto na Assembleia ou desempenhando funções compatíveis a de um chefe legislativo. Alguns servidores da Casa sequer sabem que ele trabalha lá. Nas redes sociais, o filho de Zé Carlos da Caixa expõe sua rotina. Fotos de viagens, com os amigos, em eventos sociais e pilotando Jet Ski são recorrentes. Algumas tiradas e postadas em horário de serviço.


jeti
O VIDA BOA Numa sexta-feira, dia 25 de março, enquanto muitos funcionários ralavam na Assembleia, Pablo Diego atualizava seu perfil na rede social Facebook, com fotos de amigos em cima de Jet Ski.
De fevereiro de 2015 a junho deste ano, os pagamentos mensais a Pablo Diego acumularam um montante que ultrapassam os R$ 165 mil. O caso só foi descoberto depois que o Blog publicou em primeira mão a listagem por ordem alfabética com nomes e salários dos funcionários efetivos e comissionados. O documento, entretanto, esconde os cargos dos servidores.

salario2
Mesmo sem trabalhar, filho de deputado já recebeu salários que ultrapassam os R$ 165 mil.
FANTASMAS QUE NÃO ASSUSTAM

O nome até sugere uma história de arrepiar os cabelos, mas os fantasmas da Assembleia Legislativa do Maranhão vêm causando mais indignação do que pavor. Envolvido em denúncias de supersalários e pagamento de benefícios irregulares, o Palácio Manoel Beckman enfrenta uma crise sem precedentes. O pivô disso tudo é um esquema de servidores contratados pela Casa para receber sem trabalhar.

Pablo Diego assumiu cargo na Assembleia no mês em que o pai Zé Carlos deixou a Casa para assumir mandato na Câmara Federal

Zé Carlos da Caixa com Diego: nas próximas eleições você ainda votará nele para que o filho do deputado continue a pilotar o Jet Sky.