SÉRIE ''POEMA EM CURVAS'': JAIME KOEPPE

SÉRIE ''POEMA EM CURVAS'' 

Jaime Koeppe é uma manequim canadiana que já foi profissional de fitness e também da WWE e que mostra atributos irresistíveis.Uma realidade arredondada e muitos, muitos poemas em curvas. confira o ensaio e dê sua opinão, se desejar: 


Quantas metáforas e hipérboles...
Achados poéticos são sempre bem-vindos.
Um poema em curva sem esse olhar não romperia auroras...
O mundo abaixo, por entre, na tangente, o mundo entre os braços? Ou o retilíneo a sangrar os crepúsculos? 

Pernas que me querem para o ofício de um poema. Escrevo.
Compra de Votos em Anapurus, a impunidade continua! 

Do Basta Corrupção

Prática comum no Brasil e principalmente no estado do Maranhão, a prefeita Tina Monteles, da cidade de Anapurus -Ma, ainda aguarda da justiça o julgamento das irregularidades cometidas nas eleições de 2012 referente a:compra de votos (os vídeos abaixo são provas dos fatos e os processos que ela responde na justiça eleitoral). 

Para o juiz eleitoral Marlon Reis, coordenador do MCCE e um dos autores do projeto de reforma política de autoria popular que vem sendo defendida pelo movimento e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a compra de votos não é a causa da corrupção no Brasil, ela é apenas uma das faces da mercantilização da política brasileira. “As pessoas votam em troca de alguma coisa: os políticos votam nos parlamentos em troca de emendas ou cargos, as lideranças políticas vendem seu apoio em troca de dinheiro. Isso está na matriz da nossa cultura política”, afirma.  


Tina Monteles: compra de votos, corrupção como conduta e outras 'coisitas mais'
Tina Monteles, faz parte do grupo político do ex deputado estadual Paulo Neto, mantendo inclusive com ele laços de parentesco, onde este seria o líder do grupo e utilizaria esta prática em vários municípios maranhense.  

Oque questionamos agora é porque apesar de tantas provas a justiça eleitoral ainda não mandou afastar e punir esta sra do cargo?Porque apesar de tantas evidências de crimes eleitorais (aqui só citamos estes) vários membros do grupo político de sustenção ao governo estadual continuam dando apoio político a Tina Monteles e Cia?   

O crime cometido está bem claro:  Art. 299. Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita: Pena - reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa. 
Com aproximadamente 14 mil habitantes e IDH de 0,58 Anapurus é mais um retrato da miséria, do caos administrativo, de crimes eleitorais,agiotagem, fraudes licitatórias,  que alimentam a miséria e o abandono de políticas públicas.
No Brasil nos últimos dez anos foram cassados aproximadamente 900 prefeitos, após a aprovação da lei da ficha limpa são afastados dos cargos de prefeitos 1 a cada dois dias, mais acima de tudo oque queremos é dar um Basta na corrupção e uma punição mai ágil e efetiva.
O Basta corrupção vai acompanhar Tina Monteles.

Abaixo processos e alguns vídeos que retratam os fatos, o material é muito maior  divulgamos  apenas uma parte,cabe  a população se indignar e cobrar daqueles que tem poder para julgar que não se omitam.
Confira abaixo:   
1-Processo AIME nº. 11-18 /2013 - 24ª Zona Eleitoral - MA    Ação de Impugnação de mandato Eletivo    Dia 17/09/2013, as 14:30   

2-Processo nº769-46/2012-24 Zona Eleitoral - MA    Representação por  capacitação ilícita de sufrágio    Dia 18/09/2013,as 9:00h  

 3-Processo 1-71/2013-24ªZona Eleitoral - MA    Representação por  capacitação ilícita de sufrágio    Dia 18/09/2013,as 14:30h   

4- Processo nº.4-26/2013 – 24ª Zona Eleitoral - MA     Representação por  capacitação ilícita de sufrágio     Dia 19/19/2013, as 09 :00h  

 5-Processo nº3-41/2013 – 24ª Zona Eleitoral - MA    Representação por  capacitação ilícita de sufrágio    Dia 19/09/2013 as  14:30h     

1-O candidato a vereador Francisco do povoado Agua rica conta todo o esquema da compra de voto feito pela prefeita Tina Monteles e relata valores exorbitantes  e diz ainda que “Tina  só trabalha se quiser porque ela comprou foi voto mesmo. Não deve nada a ninguém”.  

 2-O Sr. Pão do povoado São Gonçalo diz que Tina deu R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) para ele votar nela. 

3-O Sr. Pedro  conta que na eleição passada tina deu o terreno onde ele mora e nesta eleição deu 300,00 pelo seu voto.  

4-A  Srª. Maria das Chagas sogra do Jairinho Tesoureiro da Prefeitura de Anapurus conta que Tina Monteles deu  R$ 400,00 (quatrocentos reais ) pelo seu voto e de seu marido e ainda como foi a distribuição de dinheiro no povoado agua rica por Tina e seu sobrinho Francisco então candidato a vereador.  

5-A eleitora Maria Ildeane, conta que Tina deu 05 carradas de barro e  a quantia de R$ 400 (quatrocentos reais) em troca de seu voto, e conta o esquema de compra de voto no Bairro da Torre em Anapurus.    6- O Sr. Leonildo  Conta que  foi aliciado por Tina a receber telhas em troca do seu voto e recebeu as telhas. Serão 03 dias de audiências de inquirição de testemunhas. 
Prefeitura de Paço do Lumiar esclarece demolição do ‘Bar do Bigode’
 A Prefeitura Municipal de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Urbanismo, Transporte e Trânsito – SINFRA prestou esclarecimentos por meio de nota acerca da demolição do ‘Bar do Bigode’, ocorrida na tarde da última quinta-feira, 17 de julho de 2014.
Segundo a SINFRA, a retirada do bar se deu em cumprimento a ordem judicial proferida nos autos de Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual contra o ocupante, uma veza que o mesmo vinha ocupando irregularmente área institucional de propriedade do Município, instalando estabelecimento comercial em área pública que, a rigor, só pode ser utilizada para atender ao interesse público.
Informou ainda que o proprietário do estabelecimento, o senhor Robério Carlos da Silveira, foi notificado sobre a situação, em pelo menos três oportunidades, sendo a primeira delas em 23 de abril do ano passado, de maneira que estava ciente de que deveria providenciar a desocupação da área.
Outrossim, a SINFRA ressaltou ainda que o local passará a ser de usufruto de toda a população luminense, pois o município de Paço do Lumiar logrou sucesso em obter junto ao Ministério da Saúde, a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA a ser instalada no local
Ratificou, ainda, que apenas o município apenas cumpriu as determinações judiciais na ação que foi movida pelo Ministério Público, cujo cumprimento foi ordenado ao município sob pena de pagamento de multaA SINFRA arremata dizendo que, ao contrário do que vem sendo especulado de forma irresponsável em alguns blogs, em nenhum momento o Município de Paço do Lumiar pretendeu desalojar qualquer família luminense. Reforçou que a situação em referência decorreu de ação manejada pelo Ministério Público, cujo cumprimento recaiu para a Secretaria de Infraestrutura por se tratar de imóvel de propriedade do município. Ressaltou, por fim, que o descumprimento da determinação judicial pelo município ensejaria no pagamento de multa em desfavor do ente público, o que resultaria danos incalculáveis aos cofres públicos, o que certamente acarretaria uma justa e severa reprimenda de toda a coletividade luminense.

Nota de Esclarecimento enviada por Coordenação de Comunicação da prefeitura de Paço do Lumiar. 
Luiz Pedro: Mobilidade urbana e bicicleta
Luiz Pedro

Por Luiz Pedro

Nos últimos 10 anos, a frota brasileira de automóveis quase dobrou. Isso resultou em congestionamentos e aumento dos acidentes de trânsito. Em São Luís, o trânsito se tornou caótico. Soluções já adotadas em outras cidades, como o VLT (veículo leve sobre trilhos) ou as faixas exclusivas para ônibus articulados estão em cogitação e à espera de financiamento federal na capital maranhense. Não temos um Programa Estadual de Transporte Público, Mobilidade Intermunicipal e Urbana, o que pretendo propor ao chegar à Assembleia Legislativa como deputado.
Tendência crescente no mundo inteiro, a utilização da bicicleta como meio de transporte e de lazer cresce também no Maranhão. Em São Luís, milhares de pessoas utilizam a ¨magrela¨ para ir ao trabalho, ao estudo e para deslocamentos rápidos dentro da comunidade em que moram. Dezenas de grupos de ciclistas percorrem a cidade, especialmente à noite, e realizam incursões por municípios próximos e distantes. 
 
O poder público não tem se mostrado atento a essa tendência. A cidade tem apenas 13 quilômetros de ciclovias contra 60 de Teresina e 65 de Belém, as duas capitais de Estado mais perto de nós. Essas ciclovias não são interligadas, impedindo uma utilização mais ampla. Elas também não são integradas ao transporte público, o que limita ainda mais o uso. 
 
Essa situação precisa mudar. Na Prefeitura de São Luís, há projetos que permitiriam quase duplicar o número de quilômetros em ciclovia, mas o planejamento da instalação de novas ciclovias deve levar em conta a implantação em áreas de baixa renda e a possibilidade de integrar transporte público com ciclovias, com a criação de estacionamentos específicos para a bicicleta. Não há, porém, projeto de se criar estações de aluguel de bicicletas, algo comum na Europa (Copenhague, Amsterdã e Paris à frente) e que já é realidade em São Paulo e Rio de Janeiro. 
 
O principal, entretanto, ainda está por ser feito por todas as esferas de governo (federal, estadual e municipal): ver e fazer ver que o modelo que privilegia o automóvel particular em detrimento do transporte público está falido e ultrapassado e que formas alternativas e saudáveis de transporte individual, como a bicicleta, devem ser incentivadas. 
 
Ademais, temos um grupo de cidades de médias a grandes no Maranhão, em que o transporte público é deficiente ou inexistente e que precisam também ter seu Programa Municipal de Mobilidade Urbana. Imperatriz, Timon, Caxias, Codó, São José de Ribamar, Açailândia, Paço do Lumiar, Bacabal, Pinheiro, Balsas, Barra do Corda e   Santa Inês necessitam desse instrumento e outras médias e pequenas cidades devem ser incentivadas a adotá-lo.

Essa nova forma de ver a cidade e sua mobilidade com certeza diminuirá o caos urbano, o estresse, o número de acidentes de trânsito (e suas consequências danosas como mortes, internações hospitalares, sequelas físicas e psicológicas, horas de trabalho perdidas) e aumentará a taxa geral de felicidade.
 


Luiz Pedro é jornalista, exerceu dois mandatos de deputado estadual, foi secretário municipal de Comunicação e presidente da Fundação de Cultura de São Luís. No governo Jackson Lago, foi secretário chefe de gabinete do governador e, atualmente, concorre por mais uma vez a uma vaga para o Legislativo estadual. 
Candidato a Deputado Federal pelo PRÓS, o ribamarense Daniel de Jesus ganha a adesão da Juventude local e de dezenas de descontentes com a atual Administração 

Por Fernando Atallaia
Editor de ANB Online
atallaia.baluarte@hotmail.com

O jovem líder comunitário Daniel de Jesus, editor do Blog do Daniel de Jesus e um dos jovens e promissores comunicadores da cidade balneária declarou na tarde de ontem(18) em contato com a Agência de Notícias Baluarte está satisfeito com as dezenas de adesoes recebidas ao seu projeto politico à Câmara Federal. Daniel concorre pelo PRÓS a uma vaga no Legislativo de Brasília. '' Fiquei surpreso com as dezenas de adessões e declações de apoio à minha candidatura e à minha campanha, estou muito feliz'', afirmou ele.

O ribamarense Daniel de Jesus, candidato a Deputado Federal pelo PRÓS: ''Nossa candidatura é uma resposta ao descaso proporcionado pela atual Administração Municipal de Ribamar e seus cupinchas''. 
O oposicionista, que teve a candidatura abalizada pela Direção Nacional do Partido e por alas jovens da Sigla, fez um breve balanço das conquistas até aqui pleiteadas. '' Somente nas últimas duas semanas pude vê o quanto a Juventude ribamarense precisa de um nome que a represente na Câmara Federal; venho recebendo centenas de ligações telefônicas e E-mails entusiastas de nossa campanha; nossa candidatura é uma resposta ao descaso proporcionado pela atual Administração de Ribamar e seus cupinchas'', explicou Daniel de Jesus.

Iniciativa de Riba Soldado reúne, atualmente, cerca de 120 motociclistas de São José de Ribamar  
           
Por Fernando Atallaia
Editor-Chefe da Agência Baluarte

Uma associação criada para dá suporte e orientação aos milhares de motociclistas de São José de Ribamar e cidades vizinhas. Foi sob essa premissa que o líder comunitário ribamarense José Ribamar Ribeiro Costa, mais conhecido na cidade balneária como Riba Soldado, reuniu cerca de 120 condutores em torno da fundação da Associação dos Motociclistas do Município de São José de Ribamar e Adjacências- AMMSA. Entidade em fase de organização que busca, atualmente, a total legitimação de suas funções e o reconhecimento legal.

Visando a prevenção de acidentes no trânsito, medidas de auxilio e conscientização dos condutores e ainda a orientação e o acompanhamento da boa aplicabilidade das leis estabelecidas pelo Código Brasileiro do Trânsito- CBT, a AMMSA, segundo informou Soldado à reportagem, estabelecerá um marco em São Jos