CRIMINALIDADE NA ILHA: CINCO ASSALTOS A ÔNIBUS SÃO REGISTRADOS EM SÃO LUÍS

Cinco assaltos a ônibus são registrados em São Luís

Cinco assaltos a ônibus foram registrados nessa quinta-feira (29) na Região Metropolitana de São Luís (MA). Os casos foram registrados nos plantões de Polícia Civil da Cidade Operária e do Parque do Bom Menino. Em apenas três dias, já fora 10 casos.
Às 19h30, o primeiro assalto foi registrado na região da Santa Bárbara, Zona Rural da cidade. Dois homens com armas de fogo levaram R$ 60 da renda de um veículo da empresa Pericumã.
Cerca de 40 minutos depois, dois ladrões armados, sendo um adolescente, praticaram um assalto a um ônibus na ponte do Caratatiua, no bairro Ivar Saldanha, em São Luís. Levaram a renda do veículo e pertences de passageiros.
Em três dias, 10 casos de assaltos a ônibus foram registrados.
Cinco assaltos a ônibus foram registrados nessa quinta-feira (29) na Região Metropolitana de São Luís (MA). Os casos foram registrados nos plantões de Polícia Civil da Cidade Operária e do Parque do Bom Menino. Em apenas três dias, já fora 10 casos
Às 20h40, um novo assalto, desta vez no Planalto Pingão. Seis homens armados levaram pertences de passageiros de um ônibus da empresa Menino Jesus de Praga.
No Plantão Central do Parque do Bom Menino, mais dois casos foram registrados. Na avenida Kennedy, um homem com uma arma de fogo levou R$ 90 da renda de um ônibus da empresa 1001.
E na Vila Maranhão, um veículo da empresa São Gabriel foi alvo de nada menos que oito criminosos com armas de fogo e faca. Levaram R$ 120 da renda e pertences de passageiros.
Estatísticas
Na quarta-feira (28), dois assaltos a ônibus já haviam sido registrados. Um deles foi no bairro do Angelim, onde dois homens armados levaram renda e pertences de passageiros.
Na Curva do 90, bairro do Vinhais, um ônibus da empresa 1001 teve R$ 93 da renda levados por um homem armado.
Na terça-feira (27), foram outros três assaltos a ônibus em menos de 24 horas.
As informações são do G1
Do Portal iBahia
Na sexta-feira (30), a cantora gospel Niquésia Santos se tornou um dos assuntos mais comentados das redes sociais. Tudo porque fotos íntimas da artista, ao lado de um homem ainda não identificado, caíram na rede. Além das fotos do casal, outra imagem da intimidade de Niquésia também foi divulgada.
Numa das fotografias, a cantora gospel aparece provocativa em posição de quatro, já na outra, o flagra é dela completamente nua junto a um rapaz desconhecido.
O assunto se tornou viral na rede e vários internautas compartilharam as imagens fazendo críticas pesadas à artista e piadas com o nome do último CD de Niquésia, "Derrubando Gigantes"
O assunto se tornou viral na rede e vários internautas compartilharam as imagens fazendo críticas pesadas à artista e piadas com o nome do último CD de Niquésia, "Derrubando Gigantes". "Derrubando gigantes né irmã?! Eu sei bem qual", "Feia desse jeito como é que não derruba o gigante?", "Só uma observação... O cara ta de aliança e ela não... Em nome do senhor" e "Não se faz mais crente como antigamente", foram apenas alguns dos comentários negativos.
No entanto, houve também quem defendesse a cantora. "Só ateu pode transar loucamente?", rebateu uma internauta. "Gente, deixa a mina. Vazar fotos dos outros é que é errado. Como disse a coleguinha: crente também transa!", defendeu outra. Niquésia Santos ainda não se manifestou sobre o vazamento das fotos.
Veja mais fotos aqui.
Filho do ex-prefeito de Ribamar, Jota Câmara, nome de Júnior vem sendo ventilado como possível vice na chapa encabeçada por Júlio Matos em 2016

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

O filho do ex-prefeito de São José de Ribamar, Jota Câmara, Júnior Câmara poderá ser o vice de Júlio Matos em 2016 na chapa que reunirá os principais nomes do grupo julinista na corrida pela cadeira do atual prefeito da Balneária, o pedetista Gil Cutrim.

Mostrando forte poder de articulação junto às comunidades e bairros do município, Júnior vem sendo ovacionado a unir-se a Júlio rumo ao Executivo municipal. O empresário não descarta a possibilidade. ''Se for para o bem do Grupo e sucesso nas próximas eleições, aceitarei sim de bom grado, há essa possibilidade'', declarou Júnior Câmara a reportagem da Agência Baluarte.

Resultado de imagem para junior camara sao jose de ribamar
O empresário Júnior Câmara(foto) poderá ser o vice de Júlio Matos em 2016
Há menos de 13 meses do pleito vindouro, o grupo ao qual pertence Júnior vem se fortalecendo em São José de Ribamar com a aquisição de novos  partidos  e adesões de jovens lideranças. Câmara fez um breve balanço das ações até aqui realizadas.


''Estamos trabalhando em todas as comunidades de Ribamar dentro de nossa proposta de discutir a realidade da cidade e as soluções para os problemas; hoje nosso grupo está ainda mais fortalecido, unido e com importantes partidos na linha de frente. A eleição de 2016 não será nada fácil para nossos adversários políticos'', enfatizou Júnior Câmara. 

Criança de 10 anos é encontrada com 31 pedras de crack

Garota de 10 anos portava a droga em companhia de uma jovem de 19 anos, no bairro do João de Deus

Na manhã deste sábado, em ronda as equipes do Serviço de Inteligencia e Força Tática do 2° Batalhão da Policia Militar, realizaram abordagens no bairro da Vila São João, na cidade de caxias. Cientes de no local haver a comercialização de drogas, foi abordada Adriana Rocha Silva, de 19 anos, que portava a quantia de R$ 7,00.
DIVULGAÇÃO
Em vistoria, uma policial do mesmo sexo encontrou com a garota, 31 pedras de crack e o valor de R$ 14,00
Adriana Rocha estava acompanhada de uma criança de dez anos do sexo feminino. Em vistoria, uma policial do mesmo sexo encontrou com a garota, 31 pedras de crack e o valor de R$ 14,00.
A menor é prima de Adriana e segundo policiais sua mãe é suspeita de tráfico de drogas, a mãe da garota não foi encontrada, em sua residência. A menor e Adriana Rocha foram encaminhadas ao 1° DP, para procedimentos legais.
A menor foi encaminhada para o conselho tutelar, a suspeita é que ela estaria sendo usada para a venda de drogas.
As informações são do jornal O Imparcial

ACABOU SUA SORTE? MARACAP É SUSPENSO PELA JUSTIÇA FEDERAL

Maracap é suspenso pela Justiça Federal

A pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), por intermédio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), a Justiça Federal suspendeu, liminarmente, a realização dos sorteios públicos semanais televisivos denominado Maracap.
Pela liminar, a empresa Invest Capitalização S.A, F & M Promoções e Serviços Ltda, responsável pela comercialização do título, fica impedida de autorizar, expedir, distribuir, intermediar e comercializar o título de capitalização denominado Maracap, bem como de qualquer outro título de capitalização da mesma natureza que venha a substituí-lo.
Resultado de imagem para maracap
Acabou sua sorte?
Ainda pela decisão, a empresa terá que divulgar mensagem em rádio, TV e jornal informando que o sorteio foi suspenso em virtude de decisão judicial, sem emitir juízo de valor sobre a liminar e a iniciativa do MPF. Obrigatoriamente, a divulgação terá que ser realizada nos horários já previstos contratualmente para a transmissão e divulgação dos sorteios.
A Justiça fixou multa de R$ 250 mil reais, em caso de descumprimento de qualquer das obrigações.
As informações são Ministério Público Federal
Justiça afasta Rochinha da prefeitura de Balsas
Atos de improbidade e grave lesão à Ordem Pública, fizeram com que o Juiz da 1ª Vara da Comarca de Balsas, Pedro Henrique Holanda Pascoal afastasse hoje (29) o prefeito Luiz Rocha Filho, o Rochinha (PSB), irmão do senador Roberto Rocha.
Resultado de imagem para ROCHINHA  BALSAS
A CORRUPÇÃO EM BALSAS SE TORNARA INSUPORTÁVEL Rochinha é irmão do senador Roberto Rocha; ele foi afastado 
O gestor não cumpriu a decisão judicial da Ação Civil Pública que visa à conservação da Área de Preservação Permanente (APP) do Rio Balsas. Rochinha não apresentou um plano de zoneamento urbano emitindo apenas notificações em desconformidade com a Lei aos proprietários do imóveis.
Com o afastamento de Rocha Filho, a Câmara Municipal dará posse à vice-prefeita, a pedagoga piauiense Prof. Ana Lúcia (PSB), porém o prefeito afastado ainda pode recorrer.
Abaixo a decisão:
DECISÃO 1. Por não se mostrarem as razões elencadas pelo executado hábeis à reforma da decisão de fls. 135, que busca apenas conferir efetividade ao processo, nos termos do art. 461 do Código de Processo Civil, indefiro o pedido de reconsideração de fls. 140/169. 2. Ante o decurso de prazo, transcorrido sem manifestação, conforme atesta certidão de fl. 174, determino a imposição das medidas coercitivas elencadas na decisão de fls. 135, itens (I) a (IV). Cumpra-se na forma já deliberada. Expeça-se o que for necessário. 3. Noutra vertente, do exame do contexto fático narrado nos autos e do regular desenvolvimento do processo, com reiteradas ordens de obrigação de fazer (fls. 102/104, 116/120 e 135/138), depreende-se a existência de indícios suficientes de condutas omissivas dolosas do Prefeito Municipal de Balsas, bastantes para a caracterização, em princípio, de ato de improbidade administrativa tipificado pelo artigo 11, caput, da Lei 8.429/92. Assim, está por ora demonstrada a probabilidade de ocorrência de dano de difícil reparação, ante a persistência de ofensa à legítima e efetiva atuação institucional do Ministério Público Federal na defesa de interesses difusos e coletivos da sociedade, emprestando situação inusitada de insegurança jurídica. Ademais, a providência cautelar de afastamento do gestor municipal se revela necessária e adequada para se atingir a pretensão de cumprimento do quanto acordado no Termo de Ajustamento de Conduta às fls. 98/100, diante da potencialidade extremamente danosa dos atos aqui narrados. Em caso análogo, o Superior Tribunal de Justiça referendou decisão judicial que decretou afastamento de Prefeito Municipal. Confira-se: AGRAVO REGIMENTAL NA SUSPENSÃO DE LIMINAR E DE SENTENÇA. GRAVE LESÃO À ORDEM PÚBLICA. AFASTAMENTO. PREFEITO. AGRAVO REGIMENTAL DESPROVIDO. I – A jurisprudência da Corte Especial e a do c. Supremo Tribunal Federal têm admitido que prefeito afastado do cargo por decisão judicial pode formular pedido de suspensão de liminar e de sentença alegando grave lesão à ordem pública (v.g. STJ, AgRg na SLS 876/RN, Rel. Min. Humberto Gomes de Barros, DJe de 10/11/2008. STF, SS 444 AgR/MT, Tribunal Pleno, Rel. Min. Sydney Sanches, DJ de 4/9/1992, e Pet 2.225 AgR/GO, Tribunal Pleno, Rel. p/ acórdão Min. Sepúlveda Pertence, DJ de 12/4/2002). II – In casu, o requerente, prefeito municipal, foi afastado cautelarmente do cargo, mediante decisão do juízo a quo, por interferir concretamente na instrução processual valendo-se de funcionários do município para esconder provas e ocultar vestígios acerca de supostos atos de improbidade a ele atribuídos. III – Consoante a jurisprudência deste Tribunal, não se configura excessivo o afastamento cautelar de prefeito municipal pelo período de 90 dias, ainda que o afastamento do agente público seja anterior à decisão proferida no âmbito desta Corte. Agravo regimental desprovido. (STJ – AgRg na SUSPENSÃO DE LIMINAR E DE SENTENÇA Nº 1.630 – PA (2012/0161048-1) – Ministro FELIX FISCHER – DJe 02/10/2012). AGRAVO REGIMENTAL. SUSPENSÃO DE LIMINAR E DE SENTENÇA. AÇÃO DE IMPROBIDADE. PREFEITO MUNICIPAL AFASTAMENTO DO CARGO. ? Na linha da jurisprudência da Corte Especial, os temas de mérito da demanda principal não podem ser examinados na presente via, que não substitui o recurso próprio. A suspensão de liminar e de sentença limita-se a averiguar a possibilidade de grave lesão à ordem, à segurança, à saúde e à economia públicas. ? O afastamento temporário de prefeito municipal, com base no art. 20, parágrafo único, da Lei n. 8.429/1992 e decorrente de investigação por atos de improbidade administrativa não tem o potencial de, por si, causar grave lesão aos bens jurídicos protegidos pela Lei n. 8.437/1992. Agravo regimental improvido. (STJ – AgRg na SLS: 1047 MA 2009/0073372-6, Relator: Ministro CESAR ASFOR ROCHA, Data de Julgamento: 18/11/2009, CE – CORTE ESPECIAL, Data de Publicação: DJe 17/12/2009) Diante do exposto, ante o reiterado descumprimento injustificado de ordem judicial, nos termos do art. 1º, XIV, do decreto-lei 201/67, art. 20, parágrafo único da lei 8429/92, e ainda com lastro no Poder Geral de Cautela encerrado no art. 798 do CPC, decreto o afastamento cautelar do Sr. Luiz Rocha Filho do cargo de Prefeito Municipal de Balsas/MA, até a comprovação idônea do cumprimento da decisão exequenda. Fixo, ainda, multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), caso o gestor, durante o seu afastamento, pratique qualquer ato na condição de Prefeito Municipal de Balsas. O montante deverá ser retirado do seu patrimônio pessoal. Intime-se, por mandado, a vice-prefeita deste município para assumir imediatamente a gestão municipal. Intime-se, pessoalmente, o Prefeito, o Procurador e o Secretário de Administração do Município de Balsas, bem como o Presidente da Câmara de Vereadores, acerca desta decisão, devendo este último dar imediata posse à vice-prefeita. Dê-se ciência ao Ministério Público para apurar a possível improbidade administrativa. Em razão da relevância dos fatos tratados nestes autos, insira no mandado que o Oficial de Justiça responsável pelo cumprimento deverá priorizar sua efetivação e, se necessário, com estrita observância ao disposto nos artigos 227 e seguintes do Código de Processo Civil. Expedientes necessários. CUMPRA-SE. Balsas (MA), 29 de outubro de 2015. PEDRO HENRIQUE

Kátia Bogea não é mais superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão. A derrocada de Kátia do cargo federal demonstra a perda de prestígio do ex-presidente José Sarney (PMDB). Durante as três décadas que esteve à frente do órgão federal no Maranhão