DAQUELE JEITO! FICHA LIMPA SERÁ APLICADA COM LIMITAÇÕES

 

Decisão do TSE limita aplicação da Ficha Limpa




VALMAR HUPSEL FILHO
DE SÃO PAULO

 

O Tribunal Superior Eleitoral proferiu nos últimos dias uma decisão que pode inviabilizar a aplicação integral da Lei da Ficha Limpa.
Na sessão do dia 25 passado, o TSE consolidou o entendimento de que somente o Legislativo tem poder para rejeitar contas de um gestor.


O entendimento afasta a possibilidade de tornar inelegíveis os candidatos que tiveram suas contas de gestão rejeitadas por tribunais de contas (municipal, estadual ou da União).
A decisão é questionada pela Procuradoria-Geral Eleitoral. A palavra final sobre o assunto caberá ao Supremo Tribunal Federal.



Por maioria, o TSE seguiu as decisões de primeira e segunda instâncias e deferiu o registro de Sandoval Cadengue de Santana, candidato a prefeito de Brejão (PE).
O Tribunal de Contas do Estado havia rejeitado as contas da gestão de Santana em seu mandato na prefeitura, que foi de 2001 a 2004. Ele não teve as contas julgadas à época pela Câmara.



PARÂMETRO


A decisão vai servir de parâmetro para julgamento de todos os recursos que chegarem ao TSE com o mesmo tipo de questionamento.


De acordo com levantamento feito pela Folha, dos 466 candidatos a prefeito barrados pelos Tribunais Regionais Eleitorais até a semana passada com base na Lei da Ficha Limpa, 64% deles tiveram seus registros indeferidos por rejeição de contas, o que inclui tanto decisões do Legislativo como de tribunais de contas.


“Esse é um duro golpe na aplicação da Ficha Limpa”, disse o juiz Márlon Reis, um dos autores da minuta da lei.


Para Reis, esse entendimento deverá ser derrubado quando os recursos chegarem ao STF. “A decisão do TSE contraria o que ficou consolidado no Supremo”, disse.


As contas anuais das prefeituras, referentes à execução do orçamento, são julgadas pela Câmaras Municipais. Mas quando o prefeito atua como ordenador de despesas, o julgamento fica a cargo dos tribunais de contas.


“A manifestação [dos tribunais de contas] não é só opinativa, mas definitiva. As decisões das Câmaras são políticas. Se o prefeito tiver maioria na Câmara, jamais terá suas contas desaprovadas por ela”, afirmou a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau.


O advogado eleitoral Alberto Rollo, que defende candidatos barrados pela Ficha Limpa, elogiou o entendimento do TSE, mas disse que os TREs continuam dando decisões contrárias, com base em acórdãos anteriores à lei.

 

Morre Hebe Camargo, madrinha da TV brasileira

 

Apresentadora sofreu parada cardíaca em sua casa, em São Paulo. Velório ocorre no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo. Enterro aconteceu hoje

 
 
 
De Veja
 
 
 
 
A apresentadora Hebe Camargo, uma das pioneiras da televisão brasileira, morreu aos 83 anos neste sábado, de parada cardíaca, em sua casa no bairro do Morumbi, em São Paulo. O velório é realizado desde as 19 horas deste sábado no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo.
 
 
 
 
Durante a primeira hora, apenas a família e amigos íntimos tiveram acesso ao corpo. A entrada de populares foi liberada por volta das 20 horas. Já passaram pela cerimônia diversas estrelas da música e da TV, entre elas Roberto Carlos, um grande amigo da apresentadora. "Hebe vai deixar muita saudade no coração de todos", afirmou o cantor, bastante emocionado.
 
 
 
O apresentador e dono do SBT, Silvio Santos, chegou por volta das 21 horas. Também prestam suas homenagens a Hebe autoridades como o governador Geraldo Alckmin e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O enterro ocorre às 10h30 deste domingo.
 
Hebe Camargo, apresentadora de TV

Hebe Camargo: apresentadora fez escola na Televisão Brasileira
 
 
Uma história que se mistura com a da própria televisão. Assim pode ser definida a trajetória de Hebe Camargo. Ícone da televisão brasileira nas últimas seis décadas, ela se tornou um patrimônio da cultura nacional. Desde que estreou na TV, marcando presença na primeira transmissão televisiva do país, em 1950, o período máximo que passou afastada da TV foi de dois anos, logo após dar à luz seu filho único, Marcello, em 1965. Marcello é filho de seu primeiro marido, Décio Capuano. Nos outros 60 anos, Hebe brilhou e criou um estilo único de apresentar que é copiado até hoje por discípulas como Adriane Galisteu e Luciana Gimenez.



Sua carreira, iniciada no rádio como cantora e atriz, se cruzaria com a da televisão desde a chegada dos primeiros equipamentos de transmissão ao país. Convidada, junto com outros artistas, pelo então todo-poderoso Assis Chateaubriand, ela esteve no porto de Santos em 25 de março de 1950 para recepcionar os caixotes com câmeras, antenas e transmissores da futura TV Tupi, onde começou como cantora.

 Oito anos depois, na TV Paulista -- a antecessora da Globo em São Paulo -- Hebe daria os primeiros passos como apresentadora, já fazendo história. De 1958 a 1964, ela comandaria o primeiro programa feminino da TV, O Mundo É das Mulheres. Fora das telas por quase dois anos – sua única ausência prolongada –, retornaria em 1967 com o dominical Hebe Camargo, na Record, e entraria definitivamente para o panteão histórico da TV brasileira, consolidando um bordão, "Ai, que gracinha!", e criando um formato copiado até hoje, o das entrevistas informais em um sofá.



Depois da Record, a apresentadora ficou seis anos na Bandeirantes. E em 1986, foi para o SBT, onde permaneceu até 2010, após ter seu salário reduzido de 1,5 milhão para 500.000 reais por Sílvio Santos. No ano seguinte, foi contratada pela Rede TV!, onde continuava apesar de paralisações na exibição de seu programa devido às complicações de saúde. Nesse meio tempo, se separou do primeiro marido, Décio Capuano, e se casou com Lélio Rvagnani em 1973, com quem esteve até ele morrer, em 2000.



Madrinha -- Apesar de ter lançado uma fórmula até hoje usada na TV, a das entrevistas informais em cima de um sofá, Hebe não é um modelo que outras apresentadoras tentam seguir à risca. Isso porque, apesar da admiração que sentem por ela, todas sabem que Hebe é inimitável. "Ninguém pode copiá-la, ela é muito autêntica", considera a amiga Adriane Galisteu, apontada pela própria Hebe como sua substituta. A opinião da apresentadora do Muito+, da Band, é compartilhada por pessoas como a colega Astrid Fontenelle e o diretor televisivo Nilton Travesso. E revela o que a língua sem travas e os brilhos das joias já sugeriam: Hebe Camargo foi e será única.



Como Adriane, Astrid prefere louvar Hebe a copiá-la, mas admite um pendor pelo tom pessoal que a apresentadora imprimia em seu trabalho. "Admiro o trato dela com as pessoas. Televisão é olho no olho, e gente que tem carisma e sabe rir de si mesma faz diferença", diz Astrid. "Diferentemente de muitos na televisão, a Hebe não criou um personagem. Ela era o que a gente via no palco. Ela não se produzia interiormente, só por fora", pensa Travesso, lembrando o visual marcante da apresentadora.



O diretor trabalhou com ela ainda nos anos 1960, na TV Record. "O sofá sempre foi uma arma. A Hebe investiu na intimidade e na aproximação das pessoas". Mas a apresentadora não hesitava também quando precisava abrir a sua própria intimidade em prol de uma boa causa. Em 1997, por exemplo, ela teve uma atitude corajosa ao expor, numa reportagem de capa de VEJA, que fizera um aborto na juventude.



Ainda que não tenha criado uma escola de apresentação, Hebe deixa uma lista comprida de afilhadas, que vão de Adriane Galisteu a Ana Maria Braga. São amigas que ela acompanhava pela TV de casa e para as quais, vez por outra, fazia questão de ligar para fazer um elogio ou passar uma bronca. "Às vezes, ela ligava para dizer que não gostou da minha roupa", conta Adriane. Astrid, que recebia ligações idênticas, as define como cuidado de uma amiga. "Uma vez, ela me mandou óculos de leitura de presente, porque me viu na TV lendo uma revista rente à minha cara."



A apresentadora foi tema do livro A Noite da Madrinha, do sociólogo Sergio Miceli, da USP. O autor também não encontra par para Hebe na televisão brasileira. Mas vê uma certa aproximação entre a apresentadora e Luciana Gimenez, da RedeTV!. "Eu não digo que a Luciana imite a Hebe conscientemente, mas é a que mais se aproxima dela, ao simular ignorância. Ela se dirige ao espectador como se ele fosse mais competente que ela", diz. "Aquilo é construído, assim como no caso da Hebe. Eu não acredito que todos os erros que ela comete sejam por ignorância."



Outro ponto em comum entre as duas, acredita Miceli, é o público – um público de classe média, não um público sofisticado. É esse o público que Hebe emulava em seu sofá, diz o sociólogo. "A Hebe sabia disso e se saía muito bem. Ela era direta, com um linguajar próprio e não se intimidava com nenhum entrevistado."



Doença - Desde 2010, Hebe lutava contra graves problemas de saúde – passou por cirurgias para retirar a vesícula, um nódulo cancerígeno no peritônio (membrana que reveste os órgãos digestivos) e um tumor no intestino. Hebe foi dignosticada com câncer no peritônio no começo de 2000. Ela havia se queixado de dores abdominais enquanto passava o réveillon em Miami com alguns amigos, e decidiu comparecer ao hospital para alguns exames. Após a descoberta de tumores cancerígenos, passou a se tratar com uma equipe de cinco médicos, entre eles, o gastroenterologista Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo e o oncologista Sérgio Simon.



O ano de 2009 havia sido especial para Hebe. Seu aniversário de 80 anos, completados em 8 de março, foi repleto de comemorações. Uma recepção organizada pela socialite Lucilia Diniz na sua casa no Jardim Europa contou com a presença de 600 convidados, entre eles o então governador José Serra, o cantor espanhol Julio Iglesias e o amigo Roberto Carlos, por quem Hebe tinha verdadeira devoção. Esta, aliás, era dividida também entre as "santinhas" de Hebe, ou Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Fátima, das quais a apresentadora era devota.

BARBÁRIE: SECRETÁRIO É MORTO À BALA EM SANTA LUZIA



Secretário é morto na porta de casa, em Santa Luzia do Tide

 

Crime ocorreu no final da tarde desta quinta-feira (27).
Elias Mendes Souza levou quatro tiros e não resistiu aos ferimentos.



Do G1 MA



O secretário de Meio Ambiente de Santa Luzia, Elias Mendes Souza, foi assassinado, no final da tarde desta quinta-feira (27). Segundo informações repassadas pela polícia, o gestor estava na porta de casa quando chegaram dois homens em uma motocicleta e dispararam quatro tiros.




Mendes ainda foi socorrido e levado ao hospital municipal, mas acabou não resistindo à gravidade dos ferimentos. A polícia investiga o caso e não descarta a hipótese de que o crime esteja ligado à sucessão municipal. O secretário era um dos coordenadores da campanha de reeleição do prefeito Marcio Rodrigues (PMDB).




Santa Luzia é dos 27 municípios maranhenses que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou o envio de tropas federais para ajudar na organização e seguranças das eleições de 7 de outubro.


10 meses se passaram e a prefeitura ainda não pagou a Feira do Livro




Por José Maria Medeiros




Fico pensando qual INSULTO eu poderia proferir para incomodar o prefeito, o secretário municipal de educação, o burocrata sob o qual repousa o processo de pagamento do TRABALHO realizado na FEIRA DO LIVRO, para que se dignem a nos pagar, a parar de nos dar calote, de nos contratar e depois ignorar o contrato, levar com a barriga e no esfumaçado corredor burocrático esconder o processo e o responsável pelo nosso pagamento.



10 MESES eu estou novamente, mais uma vez, duas, três na antessala da SAAD na SEMED; espero minha vez de ser atendido pela funcionária dirigente. Antes ela havia me dado o seu telefone, eu sempre cortês liguei-lhe ela atendeu-me disse tenho boas notícias e desligou o pim pim pim no celular resume minha frustração e o constrangimento dela que não tem o poder de decidir e tem que me dar respostas.



Espero. Entra um, entra dois, a esta altura ela é informada da minha presença, eu impelido pelo dever de cobrar o pagamento pelo meu trabalho ela constrangida por não me ter respostas. Uma gentil funcionária me interpela, o senhor deseja o que? falar com dona Ana, sobre o quê? sobre o pagamento de um cachezinho de mil e quinhentos reais de um show que fiz na FEIRA DO LIVRO em dezembro, ela entra e volta, olhe dona Ana não vai poder receber o senhor. Faço um discurso sobre o direito de receber o pagamento do meu trabalho e resumo, se fosse de vocês que atrasasse o salário 10 meses com certeza vocês já teriam feito umas 3 greves e frustrado vou saindo quando ouço a voz medrosa da funcionária num sussurro o nosso pagamento também tá atrasado.





Feche a cortina e chame o síndico.






José Maria Medeiros é Poeta, Músico, Produtor Teatral, Compositor e um dos fundadores da Cia Circence de Bonecos, referência na arte circense do Estado. Parceiro do editor de ANB Online, Zé Maria Medeiros ao lado de Fernando Atallaia, fundou o movimento 'A Vida é uma Festa', que acontece todas às quintas-feiras no bairro Praia Grande-Projeto Reviver há exatos 10 anos.


PF intercepta diálogo de Bia Venâncio, Thiago Aroso, Alderico Campos e lobista




Do blog do Neto Ferreira




Um dos grampos telefônicos feitos pela Polícia Federal meses antes do dia da Operação Allien – que executou 20 mandatos de Busca e Apreensão e 10 Mandados de prisão – e conseguido com exclusividade pela equipe do Blog do Neto Ferreira, mostra a prefeita cassada de Paço do Lumiar, Bia Venâncio (PSD), o vereador Thiago Aroso, o presidente da Câmara Alderico e o lobista Luis Carlos Teixeira Freitas, tratando sobre o “mensalinho” que era repassado aos vereadores mensalmente.

Bia Venâncio e Thiago Aroso: grampeados pela Polícia Federal, eles revelaram esquema  

Na primeira escuta telefônica realizada pela Polícia Federal com autorização da Justiça, Thiago Aroso diz que o diálogo com os vereadores foi tranquilo, e explica a Bia sobre um pedido de ajuda imediato.“Se a senhora for a candidata tá entendendo, qual seria essas condições, então, assim a conversa foi boa e tal, aí só pediram uma ajuda agora, tá entendendo, de imediato e tal, eu vou ter que viabilizar né isso daí”, diz Thiago.



Na segunda parte do diálogo interceptado pela PF, que trata diretamente sobre o “mensalinho dos vereadores”, Thiago se preocupa com o acordo e teme rompimento dos parlamentares após ajudá-los. Em resposta, Bia Venâncio diz “exatamente, é preferível pagar pra cada um, quando precisar, do que ficar mandando todo mês pra eles”.


Vereador Alderico Campos, presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar: descontente com a não participação no 'mensalinho'


Em outra conversa também obtida pelo blog, Aroso diz ter ligado a Fred Campos (irmão de Alderico Campos), conversado sobre o acordo que tem e dá explicação sobre o atraso no pagamento que é efetuado.



De acordo com o diálogo, Bia pede a Thiago que seja pago após o presidente da Câmara, Alderico Campos, colocar na pauta o projeto que seria voltado à educação do município.
No dia seguinte, Bia liga e pergunta se teve sessão, em seguida Thiago diz: teve, ele não colocou o projeto em pauta. Furiosa com Alderico, Bia manda vetar o pagamento. “Então não paga”.


Após a crise entre o Executivo Municipal e o legislativo, Alderico Campos liga para o lobista Luis Carlos Teixeira Freitas.

Alderico - ei Luis?.

Luis - calma, tem serenidade cara, é.

Alderico - ei Luis, deixa eu te falar uma coisa, tu não tá entendendo.

Luis - se tu puxar prun lado e ele puxar pro outro, não da certo, vocês não podem.

Alderico - ei Luis eu não estou puxando pra lado nenhum Luis, pelo amor que tenho a Deus, eu não tou puxando pra lado nenhum, a única coisa que;

Luis- e por que tu não botou em votação, tu tinha que ter demonstrado boa vontade e colocar o projeto em votação, dizer que “ta aqui”.

Alderico - boa vontade foi, ei Luis deixa eu te explicar uma ta escutanto?

Luis – tou, tou sim.

Alderico - ele tem um compromisso com todos os vereadores inclusive comigo.

Luis – eu sei

Alderico – com todos ele honrou, ele honrou ontem á noite, ele chamou todo mundo, Tá aqui, Tá aqui, Tá aqui, Tá aqui, comigo eu perguntei como é que ia ser, ele depois eu vou ver.
Veja abaixo todos os diálogos interceptados pela Polícia Federal:















Com edição de ANB Online.

 
 
Acompanhe agenda dos candidatos a Prefeito para esta sexta-feira(28)  
 
 
 
 
Gil Cutrim(PMDB) 15
 
 
 
Manhã: a partir das 10h, caminhada na Vila Sarney Filho (saída da Rua 08).
 
 
Tarde: reunião com coordenação de campanha.
 
 
Noite: a partir das 18h, reuniões no Bom Jardim e Jussatuba. 
 
 
 
 
Arnaldo Colaço(PSB) 40
 
 
 
Não informada.
 
 
 
 
Júlio Filho(PC do B) 65
 
 
 
Não informada.

SÃO LUÍS ELEIÇÕES 2012: CAMPANHA DE BÁRBARA SOEIRO EMPLACA NA CAPITAL


 

Bárbara Soeiro reúne centenas de pessoas em caminhadas pelas ruas da capital

 

Candidata ganha adesão da juventude e do eleitorado ludovicence em reuniões e caminhadas. Centenas de pessoas da região urbana de São Luís e área rural já declararam apoio a Bárbara

 

Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte


 
A candidata Bárbara Soeiro (PMN), se depender da juventude ludovicence e do eleitorado da capital do estado, está a um passou de tornar-se a mais nova vereadora de São Luís. Nas últimas semanas, Bárbara recebeu apoio e adesão de centenas de jovens lideranças comunitárias da região da Grande Ilha, numa demonstração fidedigna do desejo de renovação do Legislativo Municipal. ''Não sei como agradecer às tantas demonstrações de apoio e adesão confessa dos nossos jovens, idosos, crianças e adultos, pretendo honrar a todo este apoio com muita dedicação, trabalho e projetos sociais que contemplem a nossa população, se eleita eu for'', afirmou a candidata.

 

Bárbara com a ala feminina da Juventude: reconhecimento e adesões espontâneas

 

Bárbara Soeiro é uma ativista social de competência reconhecida pelos trabalhos que desenvolveu ao longo dos anos em bairros como São Cristovão, Cidade Olímpica, Vinhais, Desterro, Centro, Coroadinho, Santa Cruz, Cohatrac, Cidade Operária, Cohab e principalmente na área rural de São Luís e regiões limítrofes. ''Vamos votar na Bárbara porque, além de ela ser uma grande amiga de todas as horas, é uma candidata preparada, competente e humilde'', afirma a professora Lúcia Novais, do Bairro São Raimundo.
 


Grande caminhada pelas ruas de São Luís: candidata arrasta multidões
 

A candidata do PMN acredita na vontade popular e dá suas impressões sobre o atual momento político na capital. ''Nossa candidatura vem para somar junto às reivindicações do povo, a população de São Luís cobra mais representatividade e contato com seus vereadores, nossa campanha retrata uma nova maneira de se fazer política em São Luís, com mais engajamento e participação popular, é este o caminho que estamos traçando e o nosso itinerário quem está definindo são os moradores dos nossos bairros e comunidades'', explicou Bárbara.

 
 
 
 
 
Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba será demarcado pela Codevasf

 
 

O Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba tem o objetivo de proteger as nascentes do rio Parnaíba, que abrange quatro estados brasileiros: Piauí, Maranhão, Bahia e Tocantins. Em parceria com o Governo do Piauí, por meio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), a Codevasf coordenará serviços de demarcação topográfica, levantamento cadastral físico, agrícola e jurídico. Também haverá atividades de educação ambiental e comunicação social na região.